Os Prêmios Oscar Vêm para Pequeno: A Enésima "tapa 1

Os Prêmios Oscar Vêm para Pequeno: A Enésima “tapa

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou que os Oscar de melhor fotografia, melhor curta-metragem de ficção, melhor montagem e melhor maquiagem e cabeleireiro serão entregues durante a propaganda. Uma proporção muito criticada destinada a cortar a gala e que provocou uma onda de indignação no mundo do cinema. Alfonso Cuarón é um dos afetados diretamente por esta iniciativa, já que o diretor é também o responsável máximo da fotografia de Roma, fita que bem como estará concorrendo ao prêmio de melhor diretor e melhor vídeo. O longa-metragem de Netflix quota como um dos grandes favoritos a cerimônia, que será praticada no próximo dia 24 de fevereiro no Dolby Theatre, com um total de 10 candidaturas.

“da história do cinema, existem obras-primas, sem som, sem cor, sem história, sem atores ou sem música. Não há um só vídeo que tenha existido, sem imagem e sem montagem”, criticou Cuarón em um tweet, que, em inglês, utiliza um jogo de frases com o Cinema e Cinematography. In the history of CINEMA, masterpieces have existed sem som, sem cor, without a story, without actors and without music. Não one single film has ever existed without CINEMAtography and without editing.

Diretamente, essa história não relata nada. É uma definição da conduta média de pessoas em um hospital misturada com uma dissertação, pôr na boca de um protagonista. Temos um protagonista que não sabemos aproximadamente nada e cuja personalidade apenas se perfila, uma circunstância sem nada de extravagante que não prende o leitor, nem sequer com tua monotoneidad vazia (como, a título de exemplo, passa em eu Sou a lenda.

Entretanto não temos nada mais. O protagonista é plano e não faz, diz ou pensa nada de especial que possa gerar o pequeno interesse por tua existência. A dissertação, que se parece com um facehugger de Alien acoplado ao relato e asfixiándolo, mais do que parte própria do relato, é mais bem insulsa. E por muito que me estrujo a cabeça não vejo mais o que manifestar. Simplesmente, não acredito que se possa tirar mais. O uso da linguagem é direito e líquido a maior parte do tempo, entretanto o autor deveria trabalhar as vírgulas (/e) as frases longas.

  1. 4 Artistas convidados
  2. dez de novembro: O extenso silêncio de Philip Gröning
  3. Permanecer laranja aos raios
  4. quatro Preparatória de “camisas brancas”
  5. Pó bronceante Bronze Goddess na cor Medium Deep
  6. 1998: DeAnn Craig torna-se a primeira mulher presidente da SPE

eu Não vi vir que o personagem era o espelho. Por um lado sinto-me um tanto doido, e por outro me surpreende que não tenha mais histórias de espelhos falantes. O exercício da linguagem é um pouco desajeitado, aqui e ali.

Como por exemplo, Me dou conta de que sonho um pouco brega, contudo me é dificultoso reproduzir sentimentos dadas as minhas ocorrências, a toda a hora foi um desafio para mim fazê-lo. A mim não me ocorre nenhuma. É uma ferramenta para a linguagem escrita e poderá se inserir em descrições e outros, todavia em um diálogo ou um monólogo incomodar. Quem sabe fique bem se todo o discurso tem o mesmo tom, todavia por aqui se destaca sobre o resto.